quinta-feira, 21 de junho de 2012

7 coisas que eu nunca entendi nos Power Rangers




Golpes espetaculares, uniformes coloridos, monstros estranhos. Power Rangers, versão americana dos heróis japoneses, é uma feijoada psicodélica que encantou minha geração nos anos 90. Muitos anos depois, algumas coisas me soam bem estranhas no seriado morfenomenal. Seguem:


1) Por que os soldadinhos de massa não atacavam juntos os Power Rangers? – Todo episódio os cinco heróis eram abordados por uns 15 “soldados de massa” que, ao invés de atacarem logo, ficavam pacientemente dançando em volta. Iam para cima dos Rangers um a um e, claro, tomavam porrada. Os “soldados de massa” da primeira temporada tinham o ponto fraco no meio do peito. Quando eram tocados ali estouravam. MUITO inteligente.



2) Por que os monstros não vinham grandes? – Todo mundo sabia que lá pelas tantas, quando o monstro estivesse apanhando, ia ficar grande e tocar o terror. Mas se o monstro poderia ser maior, porque não vinha para a terra já daquele tamanho, demolindo tudo pela frente?


3) Porque os Power Rangers não ativavam o Megazord antes? – Assim como no caso anterior, os Power Rangers podiam chamar o seu robô gigante logo e pisar de uma vez no monstro. Mas preferiam esperar o bicho crescer para rolar aquele clima de “será que vai dar tempo?”



4) Por que as armas mortais não eram usadas logo? – Tanto o Megazord quanto os Rangers tinham uma arma especial que sempre liquidava o inimigo. Respectivamente, se não me engano, uma espada e uma bazuca. Se contavam com ela o tempo todo, por que não as usavam de uma vez? Por que ficar horas dando golpes de cinema, usando pistolinha de laser ou adagas ninja?


5) De onde vem o dinheiro para manter os Rangers? – Motos, robô gigante, armas malucas, uniformes sempre limpos. Só de manutenção e combustível os heróis devem custar uma fortuna por mês. E eles não faziam nada produtivo para sustentar essa presepada toda. Muito estranho...


6) Por que os rangers são sempre um de cada etnia? – Imagine que você é o Zordon e quer montar uma tropa de elite. Você usaria o critério étnico para definir seus guerreiros? Curiosamente Zordon é bastante criterioso sobre a raça dos Rangers. O time morfenomenal sempre conta com no mínimo um negro, um oriental e um branco.



7) O que acontece com a destruição gerada pela luta? - Quando o monstro fica grande e os Rangers ativam o Megazord, ocorre no mínimo 1 minuto de MMA gigante. É um festival de prédios estourando, ruas sendo pisadas, enfim, um caos urbano. No dia seguinte, quando eles estão felizes na faculdade comentando a vitória, está tudo perfeitamente normal. Parece que aquele festival de explosões nunca aconteceu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário